O BICO DA OBRA

Obras em casa, dum bico ao outro.

Arquivo de casa de banho

Dia 34

A casa de banho foi a menina da última semana.

Pavimento. O plano do cimento afagado mantém-se. A base de duche já foi executada com um degrau de 3cm e um desnível até aos 5cm em direcção ao ralo.

Revestimentos. Queremos todas as paredes em estuque e apenas a zona do duche com azulejo. Modernices. A verdade é que com um pé direito de 3,30m ainda não conseguimos encontrar azulejos que mereçam a nossa parede e que não nos levem à falência.

Rodapé. Eis um grande dilema. Gostávamos que os azulejos do duche ficassem à face do estuque das paredes, ou seja, que nenhum dos revestimentos tivesse relevo em relação ao outro. Mas como o duche não precisa de rodapé onde é que ele acabaria? E que material escolher, cimento, azulejo, inox…

Bancada. Ainda andamos às voltas para decidir se fazemos a bancada com a laje de cimento afagado suspensa que dá pesadelos ao Max ou se optamos pela conservadora pedra de mármore.

As louças e torneiras estão encomendadas e para breve. Mas como o empreiteiro se esqueceu de nos avisar mais cedo, as duas semanas de entrega significam atraso na obra. Mais um!

Rita

Dia 27

Depois do episódio citado, fomos ver a casita e as duas novidades.

O tecto da casa de banho e do corredor começou a receber as estruturas que suportam o Pladur:

E a sala abriu-se finalmente para a cozinha deixando-nos sentir pela primeira vez o tão controverso openspace:

Rita

Dia 17

Drama 2. Os canos do 1º, do 2º e do 3º andar têm de passar pelas nossas paredes para descarregar no esgoto por baixo da nossa casa. A principal via são duas ‘prumadas de esgoto’ junto às casas de banho. Pois parece que o Sr. Engenheiro diz que era mais seguro trocarmos estes velhos canos de metal por tubos de PVC. “Mais vale gastar dinheiro agora que vir a ter uma inundação de m*#rda em casa!”. Um pedido aos vizinhos para uma manhã sem descargas, 470€ para as duas prumadas e mais uns 50€ para um remendo num cano da cozinha.

Rita

Sábado de Pias

Alvorada às 10 da manhã e depois de noitada de poker (perdemos). Primeiro destino: Framarte, Cedicer e Edimel na Estefânia — capital da pia. Almoço. E foi A8 com eles até Santo António dos Cavaleiros: Largiro, Anlorbel e Mantovani. À hora de jantar estávamos de volta a casa e com quatro dúvidas:

pias

Estão abertas as votações. Bitaitem!

Dia 9

nova-wc

A dispensa já não tem parede, a porta está à espera da sua nova localização 1m à frente.

Rita

Antes e Depois!

Todos gostam!
E já ninguém dispensa!
O querido mudei a casa obriga a ter, por isso…

Lavandaria

quarto

Passagem

WC

Miguel

Dia 2

cozinha

Ontem saíram os azulejos da cozinha e casa de banho, as loiças sanitárias e a monstra pedra do fogão que conseguiram tirar intacta! Também andaram a escarafunchar as paredes da sala e parece que aquele reboco texturado vai sair bem.

Hoje já tenho uma câmara decente e prometo melhores fotos para os próximos dias.

Rita

Sábado de azulejos

Quando já estávamos mentalizados para abdicar de um dia de praia e passa-lo em lojas de materiais, acordámos para um primeiro dia de Agosto de nuvens e chuva. Custou menos.

Fomos à Anlorbel e à Largiro, duas lojas tipo armazém entre Odivelas e Loures. A primeira tem num edifício à parte um espaço só de promoções, paraíso. Encontrámos preços muito decentes, nomeadamente uns azulejos brancos em vários formatos todos à volta dos 4€/m2, uma boa hipótese para as paredes neutras da casa de banho. Quanto a modelos mais fashion foi difícil descobrir opções baratinhas, digamos que a gama baixa tem uma certa tendência para a foleirada!

trend3

No campo do onírico ficou a referência da marca Trend com azulejos pastilha em mosaicos que misturavam quadradinhos de vidro e metálicos, isto por apenas 200€/m2!

trend4

Vimos também a marca DUNE que tem umas gamas muito à frente! Mosaicos de metal, madeira, vidro, com vernizes, mates, brilho, pintados…

dune3

É só luxo! Quanto à nossa casa de banho, continuamos à procura em lojas de vão de escada e no entulho dos vizinhos, longe de Mantovanis e outras perdições.

Pias

Só eu para me entusiasmar tanto com pias… mas digam lá que estas não são o máximo!

roca_element

Roca – Element

A linha Element da Roca foi desenhada pelo arquitecto David Chipperfield com formas simplistas numa clara tendência pela modéstia formal e na recuperação de uma estética de contenção, um desenho moderno e diferenciado para um público inovador que encontra no Element a expressão natural do seu modo de entender as coisas (parece que não sou a única que se entusiasma com pias!).

Sanita de tanque baixo – 702,30€
Sanita suspensa – 477,00€
Bidé – 277,00€
Bidé suspenso – 309,00€
Lavatório 600 x 505 mm – 228,00€

Rita

Leroy Merlin

Este sábado tínhamos combinado ir à Arrábida e decidimos aproveitar e passar na Leroy Merlin de Almada. O Sr. Carlos tinha dito que a de Sintra é melhor mas temos que começar por algum lado! Foi uma grande desilusão :(

Só coisas feias e rascas. ‘Tá bem que não se pode ter tudo, mas entre gosto, qualidade e preço queremos pelo menos duas!!!! Bem, nem tudo foi mau, vimos uns mosaicos catitas e começámos a arquitectar o estilo da casa de banho.

wc

A dispensa “esticada” fica com 3 metros de profundidade por 1,60 de largura. Queríamos encostar o duche à parede de fundo a ocupar a largura total. Como a nossa ideia era fazer o pavimento em cimento afagado em principio fazíamos a base do duche no mesmo material com o desnível necessário para o escoamento, mas se for mais barato não temos nada contra uma base em loiça e o sonho do Miguel era uma cama de seixos com um deck ao centro. Bem, isto tudo para dizer que queríamos uns azulejos muita vistosos para a parede de fundo, seria o ponto focal da divisão e permitia-nos minimizar o investimento nos restantes acabamentos. Na Leroy Merlin o Miguel gostou muito de um mosaico pastilha em inox e havia um que misturava estes azulejos com outros tipo pedra. São ambos muito estilosos mas não sei se não enjoa muito tanto cinzentinho…

azulejo_argos
Azulejo Argos (30 x 30 cm) – 41,90€

azulejo_paris
Azulejo Paris II (31 x 31 cm) – 25,90€

Rita

As Obras

antes_depois

Ontem às 19h estávamos à porta da casinha. Primeiro chegou o Sr. Carlos e depois a Maria da Luz para nos deixar entrar. Enquanto a papelada não estiver tratada as chaves ficam ao cuidado da Remax, podemos fazer tantas visitas quantas quisermos mas não começar as obras.

Fomos “tirar as medidas” à casa, já temos as plantas mas queríamos que o Sr. Carlos olhasse para as paredes que conspiramos deitar abaixo. Corrermos as divisões todas. Confirmámos que o quintal tem escoamento, estudámos a ventilação da “nova” casa de banho e reforçámos que sim-queremos-janelas-de-três-metro-de-altura. Lembrámo-nos de aproveitar os mármores da cozinha para fazer bancos no quintal (se alguém os arrastar até lá!), também a pia de despejo vai para a “rua”, parece que vale uns trezentos euros num antiquário portanto merece ceder o seu lugar às máquinas de lavar e ir gozar a reforma para o jardim, irá fazer companhia ao tanque da roupa que herdámos, a converter… numa floreira?! As portas reciclam-se todas, a madeira está intacta, seca e direita, basta lixar e pintar de novo mas de alguma forma isso leva uma grande fatia do orçamento. A fatia XXL é das janelas que vamos substituir por novas em alumínio lacado, duas viradas para a rua e quarenta metros de portas de correr da marquise para o quintal.

Decidimos manter a janela da antiga casa de banho, retira-se a madeira e fica a cantaria original, preferíamos maximizar a luz abrindo todas as paredes e janelas que pudéssemos mas partir pedra sai sempre caro e contamos com estes pormenores de traça antiga para definir o estilo da casa.

Outro tangram é o soalho da sala, se a casa de banho for fundida com a mesma teremos que substituir os azulejos por um pavimento que condiga melhor com a madeira. O Miguel quer substituir o soalho da sala por tábuas mais compridas que cheguem à nova divisão, as alternativas mais baratas são colocar tábuas novas só naquele recanto mas no sentido perpendicular às restantes, ou optar por um material contrastante, que assuma a diferença de pavimentos.

Para trabalho de casa o Sr. Carlos deu-nos uma lista de lojas onde devemos ir escolher os materiais para a obra: pavimentos, azulejos, louças sanitárias… Sábado vai ser um dia muito preenchido!

Rita

Should it stay or should it go?!

plantas

Voltando ao presente, andamos a brincar às plantas. Basicamente estamos divididos entre ampliar a sala ou a cozinha. Dentro do ainda-não-juntámos-o-dinheiro-todo-para-as-obras, não há grandes probabilidades de podermos vir a fazer qualquer uma das duas! Mas desde a primeira vez que entrámos na casa que queremos mudar a casa de banho para a despensa e livrarmos a marquise daquela janela indiscreta.

Por enquanto, o orçamento que o Sr. Carlos nos deu contempla recuperar o soalho e as portadas e portas de madeira; substituir toda a canalização, gás e electricidade; pavimento novo na cozinha, casa de banho e corredor; estuque, pintura e azulejos novos para todas as paredes; substituição das janelas por vidro duplo nos quartos e portas de correr para toda a largura da marquise.

Se sobrar dinheiro – not! – a casa de banho fica disponível para alargar a sala ou a cozinha. Ganhando a sala, temos o problema acrescido de colocar soalho nesses novos metros de divisão, se o prémio for para a cozinha, sabemos que estamos a converter este espaço no centro social da casa, do we want that?!

Rita

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.